A ação da vitamina K na calcificação vascular

A ação da vitamina K na calcificação vascular

Por Em Nutrição & Saúde Em 12 de maio de 2015


Paradoxo do cálcio

A expressão “paradoxo do cálcio” surgiu em referência a situações em que embora haja calcificação vascular e, portanto, a presença de grandes quantidades de cálcio na parede do vaso sanguíneo, há redução simultânea da deposição de cálcio no osso, gerando deficiência desse mineral e até osteoporose.

Hipóteses vem sendo formuladas para explicar o paradoxo do cálcio, mas o mecanismo ainda não é esclarecido.

A calcificação vascular

A calcificação vascular é um processo patológico caracterizado por espessamento e perda de elasticidade das paredes musculares das artérias devido à calcificação, que consiste na deposição, nessas paredes, de complexos minerais, em sua maioria sob a forma de hidroxiapatita (constituinte mineral dos ossos e dentes, que representa o principal depósito de cálcio e fósforo do corpo). A calcificação vascular é capaz de causar morbidades, ataque cardíaco e até mortalidade cardiovascular. Entre os principais fatores de risco para a calcificação, destacam-se:

- aterosclerose;

- insuficiência renal;

- diabetes mellitus;

- hipercolesterolemia;

- obesidade;

- tabagismo;

- menopausa.

Seus sintomas podem variar, mas, geralmente, incluem olhos vermelhos e irritados, prurido e lesões na pele.

Vitamina K

Captura de Tela 2015-05-12 às 09.24.51A vitamina K foi reconhecida, inicialmente, em 1929, por Henrik Dam, por suas ações anti-hemorrágicas. É uma vitamina presente em vegetais e alimentos de origem animal fermentados e que desempenha importante papel como cofator de várias reações em nosso organismo.

Além disso, a vitamina K é capaz de ativar diversas proteínas, denominadas proteínas dependentes de vitamina K, que atuam como:

- fatores de coagulação;

- anticoagulantes circulantes;

- proteínas envolvidas na mineralização óssea e dos tecidos moles, como a proteína gla da matriz (matrix gla-protein, MGP).

A vitamina K pode ser classificada como:

vitamina K1 (filoquinona): encontra-se, principalmente, em plantas e está envolvida com a fotossíntese.
vitamina K2 (menaquinona): é formada, basicamente, pela ação de bactérias. Os seres humanos podem obter vitamina K2 de fontes alimentares fermentadas ou converter altas doses de K1 em K2  no organismo.
vitamina K3 (menadiona): é uma vitamina K sintética.

 

A deficiência de vitamina K – e, especialmente, a falta de vitamina K2 – pode dar início a ou, no mínimo, contribuir para a calcificação vascular, daí a extrema importância dessa vitamina para a prevenção e tratamento da calcificação vascular.

Calcificação e vitamina K 

Captura de Tela 2015-05-12 às 09.29.06

Quantidades insuficientes da MGP ativa podem iniciar ou aumentar o depósito de cálcio nas artérias e vasos.

A MGP é uma proteína dependente de vitamina K sintetizada pelas células do músculo liso dos vasos. Na presença de vitamina K, ela torna-se ativa e, portanto, um inibidor da precipitação de cálcio e fosfato e da formação de cristais na parede do vaso sanguíneo.

Isso acontece porque, quando está ativa, ela é atraída por cristais de hidroxiapatita nos vasos e forma um revestimento sobre a superfície desses cristais, inibindo a agregação do cálcio. Assim, há inibição do crescimento do cristal, ou seja, diminui os riscos para a calcificação vascular.

Portanto, a vitamina K2 é uma forte aliada na prevenção e tratamento da calcificação vascular e, quando a quantidade de vitamina ingerida através de alimentos não se faz suficiente, é necessário recorrer à suplementação vitamínica.

Possui alguma dúvida, sugestão ou reclamação? Deixe um comentário no post!

Referências

EL ASMAR, M. S.; NAOUM, J. J.; ARBID, E. J. Vitamin K dependent proteins and the role of vitamin k2 in the modulation of vascular calcification: a review. Oman Medical Journal. v. 29, n. 3, p. 172-7. 2014.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Sobre o Autor

Kilyos Minerals & Nutrition

1 Comentário

  • olinda 2 YEARS AGO

    Existem fitoterápicos para tratamento das calcificações vasculares? Peço sugestão de medicamentos alopáticos tbm.. Obrigada!

    Responder

Deixe um comentário

Receba nossas novidades por e-mail

Não divulgaremos suas informações