Fortificação de ferro em laticínios: uma tendência mais que saudável

Fortificação de ferro em laticínios: uma tendência mais que saudável

Por Em Aplicação de produtos, Nutrição & Saúde Em 8 de abril de 2015


A sociedade, cada dia mais, busca uma dieta que seja benéfica para a saúde, o bem-estar, a beleza e a prevenção de doenças. Por isso, a fortificação de alimentos e bebidas com vitaminas e minerais vem se tornando comum.

Um dos principais nutrientes utilizado em fortificações de alimentos é o ferro, pois auxilia na saúde de gestantes, na manutenção das funções cognitivas, no equilíbrio da imunidade e, principalmente, na prevenção da anemia ferropriva, que acomete cerca de 50% da população mundial, sobretudo crianças pré-escolares (2 a 6 anos) e gestantes.

Anemia ferropriva

A anemia ferropriva é uma doença causada pela deficiência de ferro na qual os níveis de hemoglobina no sangue estão abaixo do normal. Seus principais sintomas são:

  • fadiga;
  • perda de capacidade de trabalho;
  • irritabilidade;
  • fraqueza;
  • anorexia.

É de extrema importância sua prevenção, a qual pode ser feita através do consumo de alimentos fortificados com ferro. Em casos graves, quando tratamentos são necessários, estes são feitos por meio de suplementação medicamentosa.

Saiba mais sobre anemia ferropriva clicando aqui!

Fortificação de ferro em laticínios: quais seus principais benefícios?

leite baixa

Os laticínios são uma classe alimentícia muito popular, largamente consumida pela população e bem acessível. Por isso, é uma ótima escolha para fortificações. Iogurtes, petit suisses, manteigas e leites, além de saborosos, podem trazer benefícios para a saúde quando fortificados com o composto de ferro nutricionalmente efetivo. Além disso, são alimentos bem aceitos por crianças e gestantes, os principais alvos da anemia ferropriva. 

Como deve ser feita a escolha dos compostos de ferro para a fortificação de alimentos?

A escolha do tipo de composto é de extrema importância para a efetividade e qualidade da fortificação. Não basta adicionar qualquer composto de ferro ao alimento; é necessário levar em conta alguns fatores:

  • biodisponibilidade do composto: o efeito que ele consegue, efetivamente, fazer no organismo. Alguns compostos mais populares, como o sulfato ferroso, possuem baixa biodisponibilidade, ou seja, a quantidade ingerida não é a mesma absorvida e levada para o local de ação no organismo. Assim, são ineficazes e apresentam resultado zero, sendo, portanto, inadequados para a prevenção da anemia;
  • capacidade de não alterar as características organolépticas dos alimentos: alguns compostos (como o fumarato ferroso) modificam o cheiro e o sabor dos alimentos, quando adicionados a eles, além de reduzir o tempo de prateleira do mesmo e modificar suas cores e texturas. Isso pode causar, entre outras reações, a rejeição ao produto. Por isso, sua escolha para fortificações é, também, inadequada;
  • efeitos colaterais: o óxido de ferro, outro composto comumente utilizado, pode causar uma série de efeitos colaterais, como: diarreia, náuseas, dores de cabeça, cólicas abdominais e obstipação.

Ferrochel Albion

O ferro bisglicinato quelato (Ferrochel) é um composto desenvolvido, unicamente, pela Albion Human Nutrition. Seu diferencial consiste na ligação do ferro com duas glicinas, as quais formam uma espécie de ‘camada protetora’, impedindo que substâncias normalmente encontradas nos alimentos, como gorduras, fitatos, fibras, interajam com o mineral e reduzam a sua absorção. Além disso, essa ligação especial confere ao Ferrochel biodisponibilidade superior à de outros compostos e, ainda, permite que ele apresente outras propriedades, como ausência de efeitos colaterais, não alteração das características organolépticas dos alimentos e ação comprovadamente eficaz, ao contrário dos outros compostos já citados – sulfato ferroso, fumarato ferroso e óxido de ferro.

O Ferrochel é indicado tanto para fortificação de alimentos, como laticínios, quanto para suplementação nutricional.

A efetividade do Ferrochel foi avaliada em um estudo realizado, em Guarulhos – SP, com bebida à base de leite fortificada no controle da anemia ferropriva em crianças pré-escolares. O resultado? Não podia ser outro:

Gráfico. Média dos valores de hemoglobina antes e após intervenção dos grupos ferro-deficientes e ferro-limítrofes.

media dos valores de hemoglobina

Os níveis de hemoglobina aumentaram significativamente em indivíduos ferro-limítrofes e ferro-deficientes ao final da suplementação. Confira mais detalhes sobre esse estudo

Conclusão

Devido a seus diversos benefícios, principalmente na prevenção e no tratamento de anemia ferropriva, a fortificação de ferro em latícinios com ferro bisglicinato quelato é a melhor alternativa do ponto de vista tanto de saúde/efetividade nutricional quanto da tecnologia de alimentos.

Interessou-se? Tem alguma dúvida ou sugestão? Entre em contato conosco :)

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Sobre o Autor

Kilyos Minerals & Nutrition

Deixe um comentário

Receba nossas novidades por e-mail

Não divulgaremos suas informações