O que são bebidas para esportistas (e para que elas servem)?

O que são bebidas para esportistas (e para que elas servem)?

Por Em Aplicação de produtos, Nutrição & Saúde Em 23 de abril de 2015


Todos nós precisamos, diariamente, ingerir líquidos para mantermo-nos hidratados, saudáveis e nutridos. No entanto, algumas pessoas têm, ainda, maior necessidade disso: os praticantes de esportes e de exercícios físicos.

Com a prática de  atividade física, o corpo tende a perder muito mais líquido e a gastar muito mais energia do que em situações normais, que não exigem um esforço físico maior. Sendo assim, os esportistas e os que praticam atividades físicas estão mais sujeitos à desidratação. Por isso, a ingestão de líquidos antes, durante e após os exercícios é recomendada para manter o corpo hidratado.

As diretrizes da Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva recomendam que os praticantes de esportes iniciem a hidratação com 250 a 500ml de água duas horas antes do exercício e mantenham a ingestão de líquido a cada 20 minutos no decorrer da atividade.

As consequências da desidratação

Você sabia que a sede é um sintoma de desidratação? Por isso não espere sentir sede para se hidratar!

A tabela abaixo apresenta os sintomas que ela pode causar, de acordo com seu tipo:

Apresentação sem título-6

 

 

 

 

 

 

Quais os tipos de bebidas que um praticante de esporte deve consumir?

As bebidas indicadas exclusivamente para praticantes de esportes são os isotônicos.

Apresentação sem título-7Todavia, a quantidade recomendada para consumo dos isotônicos varia de acordo com o tipo, a intensidade e a duração dos exercícios e também com a idade, o gênero e o porte físico do praticante.  Além disso, outros fatores devem ser considerados, como as condições ambientais e a temperatura do local onde o esporte ou a atividade são praticados.

Os isotônicos são considerados bebidas para esportistas porque sua osmolaridade* assemelha-se à do sangue.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), os isotônicos são classificados como bebidas hidroeletrolíticas – com muita água em sua composição -,  destinadas a auxiliar na hidratação corporal. São compostos por sódio, carboidratos, potássio, vitaminas e minerais, conforme previsto pelos requisitos específicos constantes do Art. 6º da Resolução RDC n. 18/2010. Não podem receber adição de fibras, outros nutrientes e não nutrientes.

O que os isotônicos podem proporcionar aos praticantes de esportes?

Com o objetivo de orientar e evitar o consumo inadequado de bebidas para esportistas, a ANVISA, por meio da Portaria 222/1998, estabeleceu a identidade e as características mínimas de qualidade que esses produtos devem apresentar. Assim, os alimentos para praticantes de atividade física devem ter, obrigatoriamente:

- repositores hidroeletrolíticos;

- repositores energéticos;

- suplementos proteicos;

- suplementos alimentares para atletas em situações especiais (hipercalóricos);

- compostos nitrogenados, como a creatina; e

- outras substâncias para atletas,  as quais podem ser permitidas como alimento para atletas desde que haja segurança de uso, conforme regulamento técnico específico).

E quanto aos energéticos?

Os energéticos não são bebidas destinadas a praticantes de esportes e/ou exercícios físicos, uma vez que contêm, em sua composição, ingredientes como taurina e/ou cafeína e/ou inositol e/ou glucoronolactona. Acrescenta-se, ainda, que os energéticos são definidos como bebidas prontas para o consumo, não sendo, portanto, adequados para esportistas e praticantes de atividades físicas.

Quando a suplementação é necessária?

Muitos praticantes de esportes têm deficiências de minerais – isto é, quantidades insuficientes destes no organismo -, principalmente de magnésio, ferro, potássio e cálcio. Isso porque as atividades físicas provocam uma tendência à perda de nutrientes, através da urina e da sudorese (suor), principalmente. Nesses casos, somente o consumo de alimentos fontes dos minerais citados pode ser insatisfatório, sendo necessária a suplementação mineral.

A suplementação ideal deve ser feita com os produtos que contenham minerais aminoácidos quelatos Albion, pois:

  • não interagem com outros medicamentos;
  • possuem biodisponibilidade muito superior à de outros compostos, como sulfatos, óxidos e cloretos;
  • não causam efeito colateral;
  • oferecem maior custo-benefício e efetividade nutricional comprovada por estudos científicos.

Ressalta-se a importância da busca pela marca Albion, tendo em vista a quantidade de minerais supostamente quelatos encontrados no mercado atualmente. Esses compostos não têm sua quelação comprovada, o que pode causar danos à saúde e ineficácia da suplementação. Saiba mais clicando aqui.

Possui alguma dúvida, reclamação ou sugestão? Interessou-se por nossos produtos? Entre em contato conosco :)

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Sobre o Autor

Kilyos Minerals & Nutrition

2 Comentários

  • Odair Zenebon 2 YEARS AGO

    Achei interessante o artigo!

    Responder
  • Antonio C Marafigo 2 YEARS AGO

    Considero o ótimo artigo porém um excelente alerta para nós Atletas Amadores, sobre hidratação

    Responder

Deixe um comentário

Receba nossas novidades por e-mail

Não divulgaremos suas informações