O uso de minerais durante o tratamento do câncer

O uso de minerais durante o tratamento do câncer

Por Em Nutrição & Saúde Em 17 de junho de 2016


O câncer é caracterizado pela ocorrência de neoplasias, processo no qual é observado o crescimento celular não controlado, mais conhecido como tumor. Segundo a International Agency for Research on Cancer (Iarc), no biênio 2016-2017, ocorrerão cerca de 600 mil casos novos de câncer, do quais serão mais frequentes o câncer de próstata, em homens, e o de mama, em mulheres.

Basicamente, existem três formas de tratamento para o câncer: cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Em geral, essas terapias são utilizadas em conjunto. Atualmente, poucas são as neoplasias tratadas apenas com uma modalidade terapêutica. A quimioterapia é uma forma de tratamento sistêmico que usa medicamentos denominados, genericamente, de quimioterápicos, os quais podem ser administrados continuamente ou em intervalos regulares. A radioterapia é um método de tratamento local ou locorregional que utiliza equipamentos e técnicas variadas para irradiar áreas do organismo humano prévia e cuidadosamente demarcadas. Ambas apresentam finalidades variadas, como paliativa, pré/pós-operatória, curativa, anti-hemorrágica, entre outras, com o objetivo de curar ou controlar a doença e melhorar o prognóstico do paciente.

Alguns efeitos colaterais podem aparecer durante esses tratamentos, causando desconforto aos pacientes e, em alguns casos, até desistência da terapia por parte destes. No entanto, estudos têm demonstrado que a suplementação de minerais, como zinco, selênio e magnésio, pode diminuir esses efeitos colaterais e ainda melhorar o prognóstico do paciente.

Zinco: é bastante comum a ocorrência de mucosite oral (OM) em pacientes submetidos a tratamento de câncer (radioterapia) na região da cabeça e pescoço. Lin et al. (2006) verificaram que a suplementação de zinco melhorou a mucosite oral e o desconforto causado pela radiação.

Selênio: a quimioterapia de dose elevada (High-dose Chemotherapy – HDC), seguida de transplante de células-tronco hematopoiéticas (HSCT – Hematopoietic Stem Cell Transplantation), é um tratamento eficaz para neoplasias hematológicas. Entretanto, a mucosite oral (OM) é uma complicação frequente nos pacientes que recebem essa terapia. Jahangard-Rafsanjani et al. (2013), em um estudo realizado com um grupo de pacientes que receberam selênio e um grupo placebo, avaliaram a eficácia da suplementação de selênio na prevenção da mucosite oral (OM) de pacientes submetidos a essa terapia e observaram que a incidência de graves OM foi significativamente inferior no grupo que recebeu selênio (200 mcg duas vezes ao dia) desde o primeiro dia de quimioterapia até o 14° dia  após o transplante, quando comparado com  o grupo dos que não receberam selênio. Esses resultados mostram que o selênio pode reduzir a duração e a severidade da OM após a quimioterapia de alta dose.

Magnésio: hipomagnesia (níveis séricos menores que 1,8 mg/dL) é um efeito colateral comum em pacientes submetidos à quimioterapia com cisplatina. A radioterapia na região pélvica está associada à diarreia e pode contribuir para a deficiência de magnésio nos pacientes submetidos a esse tratamento. Hunter et al. (2009) observaram que a suplementação de 2g de magnésio nos dois primeiros ciclos e 3 g de magnésio no terceiro ciclo de quimioterapia reduziu os eventos de hipomagnesia nos pacientes que receberam essa terapia, o que comprova que a suplementação desse mineral é recomendada.

Referências:

Brasil. Ministério da Saúde/ Secretaria de Atenção à Saúde/ Departamento de Regulação, Avaliação e Controle/Coordenação Geral de Sistemas de Informação – 2013. MANUAL DE BASES TÉCNICAS DA ONCOLOGIA – SIA/SUS – SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS

Jahangard-Rafsanjani, Z., et al. “The efficacy of selenium in prevention of oral mucositis in patients undergoing hematopoietic SCT: a randomized clinical trial.” Bone marrow transplantation 48.6 (2013): 832-836.

Hunter, Rodney J., et al. “Evaluation of intervention to prevent hypomagnesemia in cervical cancer patients receiving combination cisplatin and radiation treatment.” Supportive care in cancer 17.9 (2009): 1195-1201.

Lin, Li-Ching, et al. “Zinc supplementation to improve mucositis and dermatitis in patients after radiotherapy for head-and-neck cancers: a double-blind, randomized study.” International Journal of Radiation Oncology* Biology* Physics 65.3 (2006): 745-750.

 

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Sobre o Autor

Kilyos Minerals & Nutrition

Deixe um comentário

Receba nossas novidades por e-mail

Não divulgaremos suas informações