+55 11 2925 6035

imagem da noticia
A obesidade é considerada uma doença multifatorial que afeta milhões de pessoas mundialmente.  A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões com obesidade, tornando-se um dos maiores problemas de saúde pública. No Brasil, os índices também são alarmantes, sendo que 55,7% da população está com sobrepeso e 19,8% com obesidade.

São inúmeras as causas que afetam o aparecimento da doença. Hoje, compreende-se que essas causas ultrapassam os maus hábitos alimentares, e incluem outros fatores como genéticos, ambientais, hormonais, psicológicos e culturais. Além disso, já está bem estabelecido que a obesidade é capaz de aumentar o fator de risco para uma série de doenças, incluindo hipertensão, diabetes, problemas cardiovasculares e alguns tipos de cânceres.

Alguns estudos mostram que ter uma alimentação equilibrada e oferecer um aporte adequado de nutrientes pode ser uma maneira eficaz e segura para prevenir ou gerenciar essa doença. Diante disso, alguns micronutrientes têm se destacado por sua importância no processo de perda de peso, sendo o cálcio um deles! Esse micronutriente presente na dieta regula muitos processos como: proliferação e diferenciação celular, formação óssea, e recentemente também tem sido relacionado com a prevenção e o tratamento da obesidade.

Uma metanálise realizada por Li e colaboradores (2016), com 4.733 participantes, observou um efeito positivo entre a suplementação de cálcio e alterações de peso em crianças, adolescentes, homens adultos, mulheres na pré-menopausa e idosas,  sugerindo que o aumento da ingestão de cálcio poderia reduzir o peso corporal nesses indivíduos. Além disso, Heaney e colaboradores (2002) propõem uma redução de gordura corporal com o aumento de 300 mg na ingestão diária de cálcio, sendo redução de aproximadamente 1 kg em crianças e 2,5-3,0 kg em adultos.

Algumas hipóteses da interação do cálcio com a perda de peso estão relacionadas com a sua atuação no metabolismo da gordura. O baixo consumo de cálcio estimula a atividade de enzimas relacionadas a lipogênese (síntese de gordura) e a inibição da lipólise (quebra de gordura), induzindo a descompensação dos estoques de gordura, dificultando assim, a perda de peso. Também tem sido demonstrado, que a suplementação de cálcio atenua a absorção de gordura, facilitando a redução de gordura corporal. Isso acontece pois o cálcio no intestino estabelece um tipo de ligação com as gorduras provenientes da alimentação, limitando de forma sutil a sua absorção.

Diante do potencial terapêutico desse micronutriente para o manejo da obesidade, utilizá-lo de forma estratégia pode ser essencial para melhorar a qualidade de vida da população.
 


Referências Bibliográficas
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças não Transmissíveis. Vigitel Brasil 2018: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2018 / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças não Transmissíveis. – Brasília: Ministério da Saúde, 2019.
Heaney RP, Davies KM, Barger-Lux MJ. Calcium and weight: Clinical studies. J. Am. Coll. Nutr. 2002. 21: 152S–155S.
Li P, Fan C; Lu Y, Qi K. Efects of calcium supplementation on body weight: A meta-analysis. Am. J. Clin. Nutr. 2016. 104: 1263–1273.
Lysen LK, Israel DA. Nutrição no controle do peso. In: Mahan LK., Escott-Stump S., Raymond JL. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.
Zhang F, Ye J, Zhu X, Wang L, Gao P, Shu G, Jiang Q, Wang S. Anti-Obesity Effects of Dietary Calcium: The Evidence and Possible Mechanisms. Int J Mol Sci. 2019. 20(12):3072.

Materias relacionadas

imagem da noticia

Minerais e Doenças cardiovasculares

imagem da noticia

Balchem anuncia aquisição da Albion Minerals

imagem da noticia

Suplementos alimentares: Onde estão as oportunidades?