+55 11 2925 6035

imagem da noticia

O magnésio é um dos minerais mais abundantes no nosso corpo e é essencial para que possamos nos manter saudáveis.
 

Ele atua em diversos órgãos e desempenha variadas funções que envolvem, entre outras:
 


O excesso de magnésio (hipermagnesemia grave ou intoxicação) aparece muito raramente em humanos. Já a deficiência (hipomagnesemia) não é incomum na população em geral.
 

Os primeiros sinais de deficiência de magnésio não são específicos e incluem perda de apetite, letargia, náuseas, vômitos, fadiga e fraqueza. A deficiência mais grave envolve o aumento da excitabilidade neuromuscular e pode levar a tremor, espasmos, cãibras musculares e convulsões generalizadas além de arritmias cardíacas.
 

Além da alimentação insuficiente em magnésio, existem condições que podem favorecer a hipomagnesemia, como:
 



Mas como a deficiência de magnésio afeta o nosso corpo? 
 

Os baixos níveis de magnésio têm sido associados a doenças crônicas, como, por exemplo:
 


As pesquisas têm mostrado que a concentração de magnésio no sangue é mais baixa nos indivíduos que possuem alguma dessas doenças citadas acima quando comparados àqueles saudáveis.  A suplementação desse mineral tem sido considerada como potencial tratamento de muitas delas, tais como: pré-eclâmpsia, enxaqueca, depressão e asma.O magnésio é essencial para o bom funcionamento de, basicamente, todos os órgãos e de vários sistemas de regulação no corpo humano.Assim é muito importante mantermos seus níveis adequados para que esse mineral exerça suas funções adequadamente e contribua para a prevenção de diversas doenças!


-


Referências:

GRÖBER, U.; SCHMIDT, J.; KISTERS, K. Magnesium in prevention and therapy. Nutrients. v. 7, n. 9, p. 8199–226. 2015.
BAAIJ, J. H. F.; HOENDEROP, J. G. J.; BINDELS, R. J. M. Magnesium in man: implications for health and disease. Physiological Reviews, v. 95, n. 1, p. 1-46. 2015.

Materias relacionadas

imagem da noticia

A importância do zinco na imunidade

imagem da noticia

Estudo demonstra a eficiência da MenaQ7 na fortificação de lácteos

imagem da noticia

Qual a importância da regulação intestinal?