+55 11 2925 6035

imagem da noticia
Com o envelhecimento, a leitura de letras pequenas torna-se difícil devido à perda progressiva da visão para perto, conhecida como presbiopia. A presbiopia, geralmente, ocorre a partir dos 40 anos de idade e é considerada um elemento natural do processo de envelhecimento das lentes.

Ao longo da vida do indivíduo, as lentes acumulam proteína, que se oxida com o tempo, resultando no endurecimento e na perda de sua flexibilidade. A flexibilidade é necessária para a mudança do formato das lentes, o que permite o seu ajuste à visão para perto, que se dá em um processo chamado acomodação positiva. 

As lentes são acomodadas pelos músculos ciliares por meio de ligamentos suspensores. A contração dos músculos ciliares altera as lentes para o foco a curtas distâncias, e a íris contrai para ajustar a entrada de luz. Como o diâmetro das lentes aumenta com a idade devido à deposição de proteínas, os ligamentos suspensores afrouxam, e os músculos ciliares perdem a força para remodelar as lentes enrijecidas. O esforço extra produzido para focar objetos a curtas distâncias, nessas condições, pode levar a tensão ocular, fadiga ocular, visão embaçada e dores de cabeça.    

A astaxantina AstaReal® é um nutriente ocular que se deposita nos músculos ciliares, acarretando melhora na velocidade da acomodação positiva, na amplitude da acomodação e no foco para curtas distâncias. A astaxantina AstaReal® também melhora alguns sintomas subjetivos da tensão e da fadiga ocular associadas ao foco prolongado para curtas distâncias. Sintomas da tensão ocular, da fadiga e da visão embaçada temporária são característicos da presbiopia e da síndrome da visão do computador, que é resultante do uso prolongado da tela digital.

A astaxantina AstaReal® trata, ainda, dos sintomas da tensão ocular e dá suporte à acomodação visual dos usuários desses dispositivos eletrônicos. Os estudos descritos abaixo sugerem que a Astaxantina AstaReal® pode auxiliar na função da acomodação em indivíduos idosos com presbiopia, cuja dificuldade no foco a curtas distâncias pode também causar tensão e fadiga ocular.

Acomodação visual entre os 45 e 65 anos com Astaxantina AstaReal®  
Kajita et al. realizaram um estudo com 22 homens saudáveis com idade entre 45 e 65 anos (média de 54 anos) que se queixavam de tensão ocular e dificuldade de enxergar objetos próximos. Os indivíduos receberam suplementação diária com 6mg de Astaxantina AstaReal® durante 4 semanas. A resposta ao foco a curtas distâncias foi medida por meio do TriIRIS 9000, utilizando a razão da forma da constrição pupilar antes e depois do ajuste do foco para um ponto localizado em longa distância para outro localizado em curta distância. Tanto no olho direito quanto no esquerdo, a razão da constrição pupilar aumentou após a suplementação (p<0,01). O estudo também avaliou os sintomas subjetivos da tensão da acomodação após a suplementação e observou que 77% dos indivíduos apresentaram redução dos sintomas da tensão ocular, 65% descreveram que sentiam melhora na habilidade de olhar objetos próximos, 63% reportaram redução dos sintomas de rigidez nos ombros e na lombar e 61% apresentaram redução da visão embaçada.
 
Acomodação visual entre os 30 e 45 anos com Astaxantina AstaReal®
Embora a presbiopia funcional, geralmente, ocorra em pessoas com 40 anos ou mais, a presbiopia prematura tem sido reportada em indivíduos com idade entre 25 e 40 anos. Nagaki et al. (2006) publicaram um estudo duplo-cego, randomizado, controlado por placebo, com 48 trabalhadores (idade entre 30 e 45 anos) que utilizavam o computador e se queixavam de fadiga ocular diária. Esses indivíduos foram suplementados com 6mg/dia de Astaxantina AstaReal® ou placebo (n=23) durante 4 semanas. A amplitude da acomodação dos participantes foi medida na semana anterior à suplementação e após 4 semanas. O grupo suplementado com AstaReal® apresentou um aumento significativo na amplitude de acomodação (4,69±1,17 D) depois de 4 semanas, quando comparado com o grupo placebo (4.03±1.12 D) (p<0.05).

Nagaki et al. (2010) realizaram um estudo duplo-cego, randomizado, controlado por placebo, com 82 trabalhadores que utilizavam o computador (idade entre 30 e 45 anos). Esses indivíduos foram suplementados com 9mg/dia de Astaxantina AstaReal® (n=42) ou com placebo (n=40) por 4 semanas. Dos participantes que reportaram tensão ocular moderada a severa antes da suplementação, 62% no grupo AstaReal® e somente 15% no grupo placebo relataram uma melhora nos seus sintomas após 4 semanas. Esse resultado representa uma significativa melhora no grupo AstaReal® em relação ao grupo placebo (p<0,05).

Formulação de Presbiopia com Astaxantina Natural
Em um estudo duplo-cego, controlado por placebo em grupo paralelo, Kono et al. avaliaram o efeito da suplementação com 4mg de astaxantina natural,10mg de luteína, 20mg de extrato de mirtilo, 26,5mg de extrato de casca de soja preta e 50mg de DHA na acomodação visual. Um total de 48 participantes (idade entre 45 e 64 anos) com tensão ocular recebeu o suplemento ou o placebo por 4 semanas. O ponto próximo de acomodação (PPA) e os sintomas subjetivos foram avaliados. O grupo suplementado apresentou melhora significativa da visão de curta distância (1,321±0,394 D) comparado com o grupo controle (0,108±0,336 D) depois de 4 semanas (p=0,023). O grupo suplementado também reportou melhora significativa nos seguintes sintomas subjetivos: “rigidez dos ombros e pescoço” e “visão embaçada” comparado com o placebo (p<0,05).

Foco na Saúde Ocular com Astaxantina AstaReal®
Uma boa visão de perto é importante para a leitura, escrita e outras tarefas realizadas a curtas distâncias que estão associadas à produtividade e ao lazer. A presbiopia aumenta a incidência de tensão ocular, da fadiga, da visão embaçada e de dor de cabeça. O suporte nutricional com Astaxantina AstaReal® para o envelhecimento dos olhos promove a melhora da função e do conforto visual à medida que envelhecemos.  

A astaxantina está disponível para o uso tanto no formato tradicional quanto nos formatos inovadores, como cápsulas moles, comprimidos, pó para misturas, bebidas e gummies.



Referências:
1. Patel, I. and West, S.K. Community Eye Health. 2007 Sep; 20(63): 40–41.
2. Bonner, W.F. JAMA. 1923;81(22):1837–1840.
3. Kajita, M. et al. 2009. Medical Consultation & New Remedies. 46(3)89-93.
4. Nagaki Y. et al. 2006. Journal of Clinical Therapeutics and Medicines, 22(1): 41-54.
5. Nagaki N. et al. 2010. Japanese Review of Clinical Ophthalmology. 3(5):461-468.
6. Kono, K. et al. Immunology, Endocrine and Metabolic Agent in Medicinal Chemistry, 2014, 14, 114-125.
 

Materias relacionadas

imagem da noticia

Minerais e Doenças cardiovasculares

imagem da noticia

Nutrição Estratégica na Infertilidade

imagem da noticia

Os 7 micronutrientes que os praticantes de exercício físico devem focar